domingo, 8 de maio de 2011

Um braço de areia

Um braço de areia , uma tira rodeada de água salgada por dois lados. Parada no tempo.
O famoso sinal logo à entrada (paradoxalmente existe, mas é inexistente...), mas mesmo assim, num pequeno parque de estacionamento, frente aos WC públicos, estaciona-se e dorme-se (se o barulho das ondas atrás e à frente deixar) . Abertos só até às 17.00, eis um exemplo que permite ir , pelo menos, despejar águas sujas com balde, ou a sanita química.
O cenário natural causa alguma admiração, pelo menos nas cores do entardecer.
Pena o arroz de lingueirão ser tão caro(13€), mesmo assim vale a pena uma dose para dois: acompanhado de um saboroso peixe frito dá para ficar aconchegado... e dormir sem ouvir as ondas...Ilha de Faro!

2 comentários:

ANTÓNIO RESENDE disse...

Então Paula... na Ilha de Faro, a duzentos metros desta placa... no ''camping'' semi-abandonado ainda se pode ficar de AC... com banho quente e ''net'' incluida no preço - € 5,00!!!
Já agora,... vou passar de novo em Évora... a caminho de Barrancos... como é isso de ter net ''descodificada''?
Estou curioso.
Saudações

Paula Vidigal disse...

Comecei a ir a pé até ao camping, mas não cheguei lá. Em todo o caso, dormi bem, tive banho quente, a net não me interessava e paguei 0€!!!

Quanto a Évora volto a repetir:

pernoita ou estacionamento no Rossio. Net "codificada" : "10 ás" (vamos lá a descodificar...).

Quando vier,envie uma mensagem , quer tenha dúvidas ou não sobre o "código", para travarmos conhecimento... afinal viajantedecasascostas está mesmo à mão de semear no tal do Rossio...