domingo, 22 de novembro de 2009

Memórias de praias cheias







-->
Estamos em casa, já a pensar numa lenha a crepitar na lareira, e sabe-se lá porquê, vem-nos à memória, não uma frase batida, mas uma imagem de sal e sol. É isso mesmo, uma praia… mais concretamente em Espanha, Galiza, Ribadeo, fronteira Galiza/Astúrias.
Conselho: se planear ir até às Astúrias, siga até ao Norte de Portugal, visite a Galiza e deixe o paraíso para o fim. A Galiza pode ser encantadora, mas nada que chegue aos calcanhares do Reino das Astúrias e eu prefiro deixar o melhor para o fim (apesar de ter começado por escrever sobre as Astúrias).
Mesmo assim, depois de atravessar o rio Eno há umas quantas praias a visitar. Talvez o Inverno não seja o tempo indicado, mas o mês de Agosto também se revelou pouco simpático.
Refiro-me à praia até onde as minhas memórias hoje voaram: Praia das Águas Santas, mais conhecida por Praia das Catedrais, devido às grutas e “arcos góticos” que a mãe-natureza ali tem vindo a formar.
Há uns seis anos atrás, numa calma e refrescante manhã de Agosto, lembro-me de ter pisado as suas areias com mais duas ou três vivalmas… este Agosto pensei que alguma calamidade tinha sucedido. Os estacionamentos estavam à cunha, e pela praia caminhavam, apanhavam sol e banhavam-se (mas mais a 1ª categoria) centenas de turistas e veraneantes. Acho que vi de tudo um pouco: gente com a lancheira, em pé, sentada, ou em cadeiras; gente vestida, em fato de banho e semi-nua; bicicletas; cães; e, sobretudo, MUITAS máquinas fotográficas e dificilmente um ângulo satisfatório no qual as rochas se deixassem fotografar sem gente dentro, ao lado, por cima, por baixo!
Suspeito que tudo isto porque a praia teve a sorte (ou azar, não sei) de ser classificada como Património Mundial.
Mesmo assim, hoje , com frio, e à beira do Inverno, lembrei-me dela. Mas é claro que, com a maré alta, no Inverno, só será possível não ter multidões. Não se pode ter tudo...







6 comentários:

Teresa disse...

Que praia linda! Tenho de a inscrever no meu caderninho "must see!"
É pena que a divulgação destes locais, às vezes, resulte na sua banalização. Quando não na destruição daquilo que os fazia únicos. É o verso e reverso da fama, até nas praias! Mas já percebi que não posso lá ir em Agosto.
Bjs

João Morgado disse...

Olá Paula!
Também não conhecia esta praia. É um local para visitar num fim de semana prolongado mas nunca no mês de Agosto. Porque não nos feriados de Junho?
Um abraço

Paula Vidigal disse...

Olá João , Olá Teresa,

A Páscoa será, caso o tempo já esteja sorridente, uma boa altura. E, é claro, os feriados de Junho.

Posteriormente divulgarei outras localidades e praias galegas para juntar ao cardápio desse futuro passeio.

Graça e Renato disse...

Oi, Paula! É longe mas compensa pra vcs... Em Euro tudo aqui fica barato. Conhecemos muitos europeus que rodam na América do Sul (ficam um tempo, deixam os equipamentos e retornam ao país de origem, voltam pra mais uma temporada...). De concreto sei que o MH desembarca em Buenos Aires (Argentina), pertinho para os nossos padões de distância! Quanto à betoneira é propriedade do presidente do Rancho Móvel. Verei se tem manual de fabricação ou algo pareciso e te mando (a receita de uma boa caipirinha tu tens?). Abraços. Graça

Paula Vidigal disse...

Olá Graça , olá Renato.

Obrigada por serem meus seguidores, folgo em recebê-los por aqui, no outro lado do mundo e de saber novas frescas.
Tenho uma receita de caipirinha , agora se é a boa não sei... não me importo nada que me enviem a "boa" caipirinha, os ingredientes costumam andar na casinha e é o sítio onde mais a confeccionamos, uma receita original vinda de camaradas autocaravanistas será um espectáculo!

Bjs

Paula

aa disse...

Vendo estas fotos dá saudades do sol... e do tempo mais quentinho...:)
Uma boa referência a visitar e conhecer...

AA