segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Frida Kahlo - "as suas fotografias"



Para quem ainda não viu tudo em matéria de exposições e só até dia 29 de janeiro, no pavilhão Preto, do Museu da Cidade, Lisboa.
“As suas fotografias” é a primeira itinerância, um arquivo privado da enigmática e sofrida Frida, sobretudo de fotografias que estiveram adormecidas 50 anos depois da morte da artista. Hoje, ali, ao toque da mão, mostram, a quem a considera um mito, um enigma, um exemplo da força bruta da arte e da poesia feminina,  um outro olhar de e sobre Frida: o olhar de outros, nomeadamente de seu pai Guillermo e o seu próprio olhar sobre si mesma,  os outros e a realidade mexicana.
“…pinto a mim mesma porque estou sozinha e porque sou o assunto que conheço melhor”.
São 257 fotografias das quais escorre surrealismo e tão somente porque o surrealismo era a sua realidade: “ pensavam que eu era surrealista, mas não fui. Nunca pintei sonhos, só pintei a minha própria realidade” .







1 comentário:

Luffi disse...

Já tinha curiosidade em visitar esta exposição, mas depois de ver estas fotografias estou repleto de vontade, pois sou grande fã de Frida e adorei a envolvencia mexicana que deram as fotos, parabens pelo post